The news is by your side.

Assistência Social tenta sensibilizar famílias de imigrantes deixarem as ruas na capital

No entanto, as orientações entram por um ouvido e saem por outro dos imigrantes que continuam com bebes, crianças e adolescentes pedindo dinheiro ou vendendo algum produto

As ações de abordagem  realizadas pela equipe da Secretaria de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência da Prefeitura de Cuiabá,  durante o mês de abril, resultaram na sensibilização de 43 imigrantes em situação de vunerabilidade. No entanto, as orientações entram por um ouvido e saem por outro dos imigrantes, que continuam com bebes, crianças e adolescentes pedindo dinheiro ou vendendo algum produto,as rotatórias, rua e avenidas da cidade.

O trabalho da prefeitura é realizado nas principais avenidas, rotatórias e viadutos para busca ativa das famílias. A principal orientação repassada pelas equipes é quanto à exposição de crianças e bebês nos semáforos e rotatórias, considerando o risco à saúde para elas. A exposição fere a Lei nº 8.069/90 que dispõe sobre o Estatuto da Criança e Adolescente. “Queremos ajudar no que for preciso e proteger as crianças e adolescentes”, explicou a secretária municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, Hellen Ferreira.

Ela pondera que as famílias encontradas passam por uma entrevista social para verificação de informações como dados pessoais, endereço, telefone para contato e se estão recebendo algum benefício social e se estão sendo atendidos junto à Casa do Migrante ou outro albergue.  Por ser um momento de enfrentamento a pandemia do novo Coronavírus, orientações sobre as principais formas de prevenção e cuidados, e principalmente sobre a importância da higienização das mãos também são repassadas.

Para facilitar a comunicação, também recebem orientações impressas, devidamente traduzidas para a língua espanhola, sobre os Conselho Tutelares.

As famílias ainda recebem um documento com a tradução dos principais artigos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) – Lei nº 8.069/1990.

“Esse é um trabalho que não vai parar por aqui. O “Projeto Quero te Conhecer Imigrantes” voltado para o público imigrante pretende sensibilizar o maior número possível de população imigrante aqui em Cuiabá”, conclui Hellen Ferreira.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação