The news is by your side.

Chefe de gabinete de Emanuel tem prisão mantida e ficará no CCC; defesa pede domiciliar

A juíza Renata do Carmo Evaristo Parreira, em atuação no Núcleo de Audiências de Custódia de Cuiabá, constatou regularidade no cumprimento do mandado de prisão temporária e determinou o encaminhamento de Antonio Monreal Neto ao Centro de Custódia de Cuiabá (CCC). Decisão foi estabelecida nesta terça-feira (19), após operação que decretou o afastamento do prefeito Emanuel Pinheiro. Antonio Monreal é chefe de gabinete de Pinheiro.

“Determino ao CCC que providencie um local adequado para o custodiado, uma vez que é advogado, devendo ser observada as prerrogativas do mesmo”, decidiu a magistrada.

A defesa de Antonio, pelo advogado Francisco Faiad, chegou a requerer que a prisão do custodiado seja cumprida em regime domiciliar. Renata, porém, salientou que o requerimento deve ser examinado pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso, que decretou a prisão.

A plantonista abriu a audiência perguntando se o custodiado sofreu algum abuso durante sua prisão, se as prerrogativas, como conversar reservadamente com seu advogado, foram respeitadas.

O custodiado respondeu que sim. Todos seus Direitos foram respeitados e que nunca havia sido preso. A audiência foi acompanhada por um representante da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MT), a defesa e o Ministério Pública.

FONTE: Olhar direto

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação