The news is by your side.

Wellingto Fagundes tenta cooptar Bolsonaro e seu grupo para o PL

A cúpula do PL se reuniu nesta quarta-feira (20), em Brasília, para articular a filiação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na legenda ainda neste mês. A sigla disputa com o Progressistas (PP) a preferência de Bolsonaro, que ainda não definiu com qual partido irá enfrentar as eleições do ano que vem.

A reunião ocorreu no final do dia, tumultuado pela CPI da Pandemia, no apartamento do senador Wellington Fagundes (PL-MT).

Os principais nomes do partido estiveram presentes: o presidente do PL Valdemar Costa Neto, o vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos (PL-AM), a ministra da Secretaria de Governo, Flávia Arruda (PL-DF), e os senadores Jorginho Melo (PL-SC) e Carlos Portinho (PL-RJ). Também foi convidada a deputada Bia Kicis, do PSL.

O partido que receber Bolsonaro irá arrastar consigo parte da ala de deputados bolsonaristas que ainda está no PSL.

O clima, dizem participantes do encontro, é que o PL tem mais chances do que o PP. Um dos motivos seria aceitar que Bolsonaro tenha o controle, ao menos, de diretórios regionais e algumas indicações de candidatos para as eleições de 2022.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação