The news is by your side.

Claudinei cobra o aumento de vagas no período noturno nas escolas de MT

Com o retorno de 100% das aulas presenciais, alguns alunos matriculados nos turnos da manhã e tarde foram prejudicados por trabalharem durante o dia

Com a crise financeira causada no período da pandemia da Covid-19, alguns estudantes do ensino médio da rede pública de ensino de Mato Grosso chegaram a ingressar no mercado para contribuir com o sustento de suas famílias. Neste cenário, o deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) apresentou requerimento à Secretaria de Educação (Seduc), nessa quarta-feira (20), em sessão plenária da Assembleia Legislativa, para obter informações sobre as vagas disponíveis nas unidades escolares do período noturno.

No requerimento, o deputado indagou as autoridades públicas sobre o quantitativo de vagas noturnas ofertadas e as unidades que atendem esse turno. “Isso é uma necessidade, temos recebido vários pedidos de pais e filhos do ensino médio. Devido a pandemia, a política do fecha tudo, o lockdown, o fechamento e falência de comércios, acabaram gerando mais desemprego em nosso país. E um dos fatores é que os alunos do ensino médio tiveram que trabalhar e estudar nos turnos da tarde e manhã, mas precisam continuar trabalhando para manterem as famílias que estão com dificuldade financeira”, declarou o parlamentar.

Durante a explanação, ele pediu para que a Seduc abra mais vagas de salas de aulas no período noturno para que possam manter os seus empregos. “Pedimos para a Seduc ter o bom senso para mais vagas de salas de aula no período noturno. É preciso ver com urgência isso, já que as aulas retornaram no último dia 18 de outubro. Vejam essas vagas para os alunos que estão matriculados e que precisam ser transferidos para continuarem trabalhando e ajudar no sustento de sua casa”, complementou.

Retorno – A Seduc havia publicado Decreto de nº 1.134/2021, no dia 08 de outubro, para o retorno 100% presencial da comunidade escolar devido à redução de casos de infecção com a Covid-19 e, consequentemente, o nível baixo de ocupação dos leitos de UTI e com o êxito no processo de vacinação da população. Também, todas as unidades escolares vão adotar medidas de biossegurança.

Informações:
Samantha dos Anjos – Assessoria de Imprensa
(65) 99639 9715

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação