The news is by your side.

Júlio Campos critica presidente nacional do DEM por fusão com PSL

O ex-governador Júlio Campos voltou a tecer críticas contra a decisão do presidente nacional do DEM, ACM Neto, pela fusão com o PSL, criando o União Brasil. Segundo o político, as bases não foram consultadas e o partido está dividido devido a uma decisão pessoal.

“Foi um erro grave do ACM Neto tomar essa decisão por conta própria, sem ouvir as bases. Nunca ele deu um telefonema ou mandou um comunicado para nós fundadores do Democratas, se concordávamos ou não com essa filiação. Foi um gesto pessoal do presidente do partido, da sua cúpula da direção nacional, que na última hora já comunicou que está fundindo, isso é coisa malfeita e pode não dar certo”, pontuou.

Apesar de estar sendo cotado para liderar o partido em Mato Grosso, Júlio rebateu que isso não está em seus planos, pois não sabe se continuará filiado. “Eu ainda nem filiei na União Brasil, ainda estou ausente”, destacou.

Por fim, Júlio declarou que a junção dos partidos tornou incerta sua candidatura a deputado estadual pelo DEM nas eleições de 2022. “O DEM é um partido, o PSL é outro, muito bolsonarista, então quer dizer, eu sou a favor da terceira via. Para o bem do Brasil tem que surgir o terceiro candidato”.

 

 

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação