The news is by your side.

Vidal acusa vereadora de difamar imagem dos parlamentares

 

O vereador Sargento Vidal (Prós) acusou a sua colega de parlamento Michelly Alencar (DEM) de quebra de decoro por difamar a imagem dos vereadores ao compartilhar em suas redes sociais, uma matéria que acusa a base do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) de receberem cheques para votarem contra a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito para cassar o chefe do Executivo Municipal. A declaração foi feita durante a sessão ordinária desta quinta-feira (04), na Câmara de Cuiabá.

Nas redes sociais, Michelly compartilhou uma matéria em que um jornalista afirma que “a cassação do prefeito em Cuiabá vai depender do tamanho do cheque que os vereadores receberem”. Diante da afirmativa, Vidal questionou o comportamento da vereadora que atuou por muitos anos como profissional da imprensa e hoje exerce um cargo político.

“Vinte e cinco vereadores que hoje estão aqui, tenho certeza que batalharam muito para ocupar o cargo que exercem, assim como eu. Defendi uma bandeira aí fora e em nenhum momento falei mal de algum companheiro, nem mesmo na disputa, acho que cada um tem a sua luta. Já fui em casas em que pessoas falaram que tinham outra opção de voto e não falei mal de ninguém. Não pode acontecer o mesmo que ocorreu nas redes sociais, as pessoas me mandam que “a cassação do prefeito em Cuiabá vai depender do tamanho do cheque que os vereadores receberem”, como assim? Tem um cheque aí? Não peguei o meu. Tem que perguntar a Michelly Alencar que divulgou isso nas redes sociais dela difamando todos os vereadores”, afirmou ele.

Vidal negou que tenha sido chamado por secretários ou pelo próprio prefeito para poder conversar sobre este assunto, nem recebeu ninguém em seu gabinete. Ainda ressaltou que a atitude da vereadora fere o Artigo 92 do Código da Casa de Leis, sendo quebra de decoro e por isso irá representá-la na Comissão de Ética.

“Não publico nada nas redes sociais se não do meu trabalho, não coloco nada difamando outro parlamentar porque sei a batalha para ele chegar aqui, a bandeira que defendeu. Os eleitores deles acreditaram neles tanto que os trouxeram até aqui. Por que denegrir um companheiro? Para tentar crescer politicamente? Isso jamais irá acontecer nas minhas redes sociais, tenho 300 mil seguidores e olha lá se tem alguma publicação mencionando outro vereador que não seja para o bem”, disparou o vereador.

O vereador afirmou que o jornalista que fez a citada afirmação irá responder judicialmente, pois induziu várias pessoas a acreditarem que os parlamentares realmente receberam para votarem contra a cassação do prefeito.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação