The news is by your side.

Senador diz que afastamento de Emanuel “Foi violento”

Senador por Mato Grosso, Jayme Campos (DEM), avalia como ‘violento’ o afastamento do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), pelo Tribunal de Justiça (TJMT). Emanuel está afastado desde 19 de outubro, dia em que a ‘Operação Capistrum’ foi deflagrada pelo Núcleo de Ações Originárias (Naco), do Ministério Público (MPE). “Na minha visão particular eu não concordo, eu acho que foi até certo ponto violento o afastamento dele”, disse Jayme na manhã desta sexta-feira (05.11).

De acordo com o MPE, Pinheiro é suspeito de integrar um esquema de contração irregular de servidores para a secretaria de saúde, sem a realização de concurso público, que não tinham conhecimento técnico e que seriam para benefício político.

Neste sentido, o senador defende Emanuel e assegura que ele tem o direito de defesa. “É óbvio, evidente que todo mundo não pode ser condenado sem o direito do contraditório, ou seja, dentro do processo legal ele vai para as instâncias superiores, e lá ele vai ter que provar que ele não tem culpa no cartório”.

Além disso, na visão de Jayme Campos, esse motivo não é o suficiente para o afastamento de Emanuel.  “Se o afastamento dele, que foi determinado pelo TJ foi pela contratação de 259 servidores não é razoável, na minha visão não é razoável. Na medida em que, se for usar essa prática, não sobra ninguém no Brasil, então, não é razoável”, completa.

Campos ainda criticou o MDB pelo fato do partido não ter se manifestado sobre a situação envolvendo o chefe do Executivo da Capital mato-grossense. “Quem tem que manifestar se ele solidariamente é o partido, lógico que o partido teria que fazer uma manifestação, se eu sou do seu partido e não tenho uma solidariedade nesse momento só me resta uma coisa, afastar do partido”, conclui Jayme.

Há alguns dias o deputado estadual Tiago Silva (MDB), fez uma declaração a afirmou que Emanuel não foi abandonado pelo partido, e que, inclusive, a ordem do cacique Carlos Bezerra, foi dar apoio ao prefeito afastado.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação