The news is by your side.

Família oferece R$ 40 mil para quem encontrar assassino de Lucas Ramon

Manaus (AM) – Uma recompensa  de R$ 40 mil. Este é o valor que a família do sargento do Exército Brasileiro (EB) Lucas Ramon Silva Guimarães pretende dar a quem souber mais informações sobre o paradeiro do atirador que foi contratado para executar o militar. 

Em entrevista coletiva, na manhã desta sexta-feira (12), no hotel Mercúrio, na avenida Mário Ypiranga Monteiro, bairro Adrianópolis, zona Centro-Sul de Manaus, o advogado da  família, Iury Albuquerque, falou da expectativa de encontrar o assassino, após a divulgação da recompensa. 

“R$ 40 mil para quem possa nos dar informações que levem ao autor do crime, o atirador. No Amazonas não existe uma legislação em que a polícia ou as autoridades possam fazer esse tipo de ação e a família, dentro da legalidade, toma essa ação”, disse.

A mãe do sargento, Livania Maria Guimarães, pediu apoio da população para encontrar o homem que tirou a vida do filho dela. 

“A gente tem a ânsia pela justiça. Nós fazemos um apelo à população para que nos ajude a identificar este assassino. A nossa intenção é ajudar nas investigações. Nós sabemos bem quem são os mandantes, mas eles se encontram em silêncio o tempo todo. A nossa família é simples, mas nos unimos e conseguimos esse valor para pagar, de fato, quem puder nos ajudar com essas informações para o avanço das investigações “, afirmou.

Muito emocionado, o pai de Lucas, Marcelo Guimarães, relatou o desespero que a família vem vivendo, após a perda do filho.

“O filhinho dele fala: vô, eu quero o colo do papai. Não houve conversa, ameaçaram meu filho, como se isso fosse um faroeste. Quem mandou é tão criminoso quanto quem apertou o gatilho. Estamos sofrendo muito”, afirmou.

Investigações

Mesmo com a troca dos delegados da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), que estavam à frente da investigação, a família diz confiar plenamente no trabalho da polícia. 

“Sabemos que estão se esforçando para que o caso avance e estamos acompanhando de perto. Confiamos nos policiais e precisamos que a justiça seja feita. Ainda não entrei como assistente de nenhuma acusação do caso. Isso cabe, ainda, ao Ministério Público. Mas, no momento em que formos acionados, estamos prontos”, disse o advogado Iury Albuquerque.

Questionado se a família de Lucas acredita que possam haver outros possíveis autores para o crime, Iury Albuquerque foi pontual. “Quando ocorre uma investigação a polícia trabalha com várias linhas de investigação. Tudo levou ao casal. Já a família está certa da autoria e vamos continuar agindo”, afirmou.

Veja o vídeo do assassino 

Capa do Vídeo

| Autor: Divulgação

 

Relembre o caso 

Lucas Ramon Silva Guimarães foi morto dentro do próprio estabelecimento, localizado na avenida Ayrão, bairro Praça 14 de Janeiro, Zona Sul de Manaus, no dia 1º de setembro deste ano.

Testemunhas informaram que um suspeito chegou ao lugar em uma motocicleta, estacionou o veículo e entrou no estabelecimento. No lugar, ele teria chegado a perguntar pela vítima e ao identificar Lucas efetuou tiros contra ele. 

No dia 21 de setembro, a Polícia Civil deflagrou uma operação e prendeu os donos do supermercado Vitória. Joabson Agostinho Gomes é apontado como o mandante do assassinato. 

O motivo seria traição e uma dívida de R$ 200 mil. Lucas Ramon teria tido um relacionamento extraconjugal com a mulher de Joabson, Jordana Azevedo, que descobriu e mandou matar o sargento.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação