The news is by your side.

Passageira que veio da África do Sul é monitorada e segue em quarentena em VG

 

Passageira que desembarcou no Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande, nesta segunda-feira (30), vinda da África do Sul, está sendo monitorada pelos órgãos de vigilância sanitária e saúde diante da alta transmissão da variante ômicron do coronavírus no país.

Ela está em quarentena na casa da mãe, no mesmo município e testou negativa para a covid-19 em todos os testes que fez e segue sem sintomas. A informação foi confirmada pelo secretário de Saúde de Várzea Grande, Gonçalo Barros, em entrevista ao programa A Tribuna, da Rádio Vila Real.

“A Anvisa comunicou ao Governo do Estado, que nos comunicou. Estamos, junto com a Secretaria de Estado, fazendo o monitoramento ostensivo. Ela foi identificada, estivemos na casa, e ela está sem sintomas. Ainda assim, fizemos todos os testes e eles deram negativos”, disse o secretário.

Mesmo assim, o protocolo segue o mesmo. A mulher está em quarentena de 14 dias. Ela que é de Várzea Grande, se mudou para a África do Sul e agora retornou para buscar os filhos, que estavam morando com a avó.

“Infelizmente, mudamos toda a rotina dela. Mas, precisamos da colaboração, não só dela, mas de toda a família, que também está sendo monitorada. Não só a família, mas todos que tiveram contato com ela, que segue em quarentena até o dia 13 de dezembro”, contou o secretário.

Por fim, ele ressaltou a importância da vacinação para proteção e combate à pandemia. “Em Várzea Grande estamos fazendo tudo com base na ciência. Não é polícia, não é ação administrativa. Nossas ações são com base na ciência e temos muita cautela. A ciência é quem decide os passos que devem ser seguidos”, finalizou.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação