The news is by your side.

Vereador se revolta com projeto do Dia do Perdão encaminhado pelo prefeito

Da Redação

O prefeito Emanuel Pinheiro encaminhou na terça-feira (30), a Mensagem do Executivo nº 84/2021 para apreciação da Câmara Municipal de Vereadores. O disposto trata-se do projeto de lei que dispõe sobre a criação do Dia do Perdão, que será celebrado anualmente no dia 26 de novembro. Coincidentemente é a data que ele conseguiu na Justiça retornar ao cargo, após 37 dias afastado pela Operação Capistrum, que o denunciou por contratação irregular de terceirizados na Secretaria Municipal de Saúde.

O vereador Dilemário Alencar, que faz oposição ao prefeito, disse em nota à imprensa que o afastamento do cargo não trouxe humildade ao prefeito, além de desdenhar da justiça de Mato Grosso, propondo como Dia do Perdão as graves denúncias de corrupção que pesam sobre a gestão.

“Essa atitude do prefeito é tapa na cara do povo cuiabano, principalmente daqueles milhares que sofrem nas unidades de saúde com a falta de medicamentos, devido à crônica corrupção na saúde de Cuiabá. Em contraponto a esse absurdo do prefeito, estou apresentando um Projeto de Lei que institui a data de 26 de novembro como Dia Municipal de Combate a Corrupção na Prefeitura de Cuiabá”.

Conforme o vereador, a decisão judicial que permitiu o retorno do prefeito ao cargo, não proibiu a continuidade das investigações das denúncias que pesam contra o prefeito, onde ele é acusado de chefiar uma organização criminosa instalada na prefeitura.

“Atualmente, estão em andamento nove operações policiais que investigam o desvio de mais de R$ 250 milhões dos cofres da prefeitura na gestão do prefeito Emanuel Pinheiro”.

Dia do Perdão

A proposta do prefeito tem como justificativa os momentos tempestuosos vividos pela humanidade, onde a falta de amor, compaixão e empatia imperam. Os valores que realmente importam são perdidos em meio aos caos e disseminação do ódio.

“O perdão alcança primeiro quem o oferta, traz paz e consolo para a alma, mostrando sempre que todos estejamos sujeitos a cometer erro e uma hora ou outra iremos precisar do altruísmo daqueles a quem fizermos mal”, disse o gestor do município de Cuiabá, prefeito Emanuel Pinheiro.

Após apreciação da mensagem pelos vereadores, se aprovado, a mensagem retorna para o Executivo para sanção e tornar o projeto em Lei Municipal.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação