The news is by your side.

Petrobras perfura poço mais profundo da história do país

 

A Petrobras anunciou nesta sexta-feira (10) a conclusão da perfuração do poço exploratório de petróleo pioneiro do bloco ES-M-669, no pré-sal da Bacia do Espírito Santo.

Segundo a companhia, o projeto bateu uma série de recordes, entre os quais o de poço mais profundo já perfurado da história do Brasil, com cerca de 7,7 mil metros, além da maior camada de sal, com 4,8 mil metros. A perfuração ocorreu a 145 quilômetros da costa.

“O uso intensivo de tecnologia e a atuação eficiente das equipes envolvidas também permitiram que diminuíssemos em aproximadamente 50% o tempo de perfuração do poço, em comparação com a média histórica para projetos dessa natureza e complexidade, o que representa também uma redução de custos significativa”, afirmou o diretor de Desenvolvimento da Produção da Petrobras, João Henrique Rittershaussen.

De acordo com a estatal, ao contrário de um poço produtor de petróleo, um poço exploratório tem como objetivo a obtenção de informações a respeito das características das rochas perfuradas, sua geologia e a presença de reservatórios com petróleo ou gás.

“A perfuração do poço pioneiro Monai obteve todas as informações geológicas esperadas para a avaliação adequada da área”, informou a empresa. “As informações geológicas obtidas em áreas de fronteira exploratória, como é o caso do Monai, subsidiam também o aprimoramento dos estudos e modelagens para outras áreas e bacias, incorporando um importante conhecimento estratégico para a companhia.”

O poço foi perfurado em um local com lâmina d’água (distância entre a superfície da água e o fundo do mar) de 2,3 mil metros. Para ter uma ideia, a profundidade total do poço, de 7,7 mil metros, equivale a quase uma vez e meia a altura do Monte Kilimanjaro, montanha mais alta da África.

Até então, o recorde de profundidade havia sido atingido pelo poço conhecido como Parati (7,6 mil metros). Ele foi um dos primeiros explorados depois da descoberta do pré-sal no Brasil, perfurado em 2005, na Bacia de Santos.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação