The news is by your side.

China derruba embargo à carne brasileira

A informação foi divulgada hoje pela alfândega chinesa

Da redação

O veto às exportações de carne bovina brasileira à China chegou ao fim depois de três meses paralisadas.

A informação foi confirmada pela Associação Brasileira de Frigoríficos, que recebeu o comunicado oficial do Ministério da Agricultura.

A “atualização” foi publicada no site da alfândega chinesa nesta quarta-feira (15). “Retomar a exportação da carne bovina desossada do Brasil”, informou um trecho do comunicado.

O Brasil suspendeu as exportações de carne bovina para a China em 4 de setembro depois de detectar dois casos atípicos de doença da vaca louca. Os casos foram considerados “atípicos” por serem de um tipo espontâneo, e não por transmissão no rebanho.

Especialistas e pecuaristas esperavam a retomada breve das atividades, mas, devido à relutância do governo chinês em liberar o embarque, a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil estimou um prejuízo de até US$ 1,8 bilhão.

O consultor Maurício Palma Nogueira, diretor Athenagro, disse que o veto chinês era uma pressão para forçar uma queda no preço da carne.

A China é o principal comprador de carne bovina nacional e corresponde a 60% dos embarques feitos nos portos brasileiros.

A ministra da Agricultura, Teresa Cristina, comemorou a decisão. “É uma boa notícia que era esperada por nós há um bom tempo”.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação