The news is by your side.

Polícia Penal define manutenção da greve por tempo indeterminado

Da Redação

 

Em assembleia geral do Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado de Mato Grosso (Sindspen-MT), realizada na tarde desta quarta-feira (15) na Praça Ulisses Guimarães, em Cuiabá, os Policiais Penais de Mato Grosso votaram e definiram pela maioria, em votação, pelo estado de greve por tempo indeterminado.

Na reunião, foi apresentada para os servidores da categoria a proposta do Governo Estado de Mato Grosso quanto ao pedido de valorização salarial da Polícia Penal do Estado.

– Estivemos em reunião ontem (14) com os secretários na Casa Civil, Mauro Carvalho – de Segurança Pública, Alexandre Bustamante. O deputado João Batista (Pros) e membros da diretoria do Sindicato. E a proposta que foi passada pelos representantes do Governo para a categoria é praticamente a mesma que foi apresentada na última assembleia. Reposição Geral Anual (RGA) de 7% – reajuste salarial de 15,27% e vale alimentação R$450. E a categoria decidiu manter a greve por tempo indeterminado – explica Amaury Neves, presidente do Sindspen-MT.

– Foi deliberado também que o movimento só irá ser paralisado após a categoria aceitar uma proposta, no período em que houver negociações a greve será mantida – ressalta.

A reunião contou policiais penais de vários municípios do Estado. Junto aos membros da diretoria executiva do sindicato – além do Presidente Amaury, o vice, Ricardo Henrique, o Secretário Geral, Lucivaldo Vieira e o advogado Elimar Azevedo Selvático – que deu seu parecer jurídico sobre a ação definida pelos policiais penais.

O Deputado Estadual João Batista (Pros), Policia Penal de carreira, que vem sendo o porta-voz da categoria com o Governo na pauta da valorização, também esteve presente na assembleia e declarou seu “apoio a decisão da assembleia, que é absoluta, em aderir ao movimento de greve em todo o Estado e reiterou que continuará o trabalho de intermediar o diálogo entre sindicato e o Governo”.

Manifestação

Após a Assembleia, os servidores realizaram uma manifestação em frente à Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), onde o líder do Governo na Casa, o deputado estadual Dilmar Dal Bosco (DEM), recebeu os Policiais Penais e levantou a possibilidade de contribuir na intermediação da negociação da valorização.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação