The news is by your side.

Venda de ativos rendeu R$ 27 bilhões à Petrobras em 2021

Da Redação

 

A Petrobras anunciou nesta quarta-feira (15), que levantou, até o dia 7 de dezembro, cerca de R$ 27 bilhões em seu plano de venda de ativos.

Segundo um comunicado divulgado pela companhia, “esses recursos, que são essenciais para que a empresa consiga investir em ativos que proporcionam maior retorno, são fruto da assinatura de venda de 17 ativos e da conclusão de 14 processos de desinvestimento ao longo deste ano”.

Ainda de acordo com a estatal, foram investidos mais de US$ 6 bilhões nos primeiros nove meses do ano, superando o valor referente aos desinvestimentos.

Entre as principais vendas da Petrobras em 2021, está a Refinaria Landulpho Alves (RLAM), na Bahia, por US$ 1,8 bilhão (R$ 10 bilhões), para o fundo Mubadala.

“Com a conclusão da venda da RLAM, realizada em 30 de novembro, a Petrobras segue firme no compromisso firmado com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) para a venda de 50% da sua capacidade de refino”, informou a empresa.

Ainda em 2021, foram assinados os contratos de venda da Refinaria Isaac Sabbá (Reman), no Amazonas, e da Unidade de Industrialização do Xisto (Six), no Paraná. Estão em andamento os trâmites para a conclusão do contrato de venda da Refinaria Gabriel Passos (Regap), em Minas Gerais, e da Lubrificantes e Derivados do Nordeste (Lubnor), no Ceará.

A Petrobras também vendeu campos de exploração de petróleo e sua fatia restante na BR Distribuidora, o que gerou US$ 2,2 bilhões. Além disso, foi assinada a venda da Gaspetro.

“A gestão de portfólio na Petrobras está lastreada na saída de ativos menos aderentes ao seu plano estratégico e na realocação de recursos em ativos em que está o foco da companhia, como os campos em águas profundas do pré-sal”, anunciou a estatal.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação