The news is by your side.

Vereador tem cargo cassado por enganar e roubar idoso

 

 

Um vereador do município de Lambari D’ Oeste, alvo da operação “Luva Branca”, deflagrada pelo Polícia Civil no mês de maio deste ano, teve o mandato cassado pela Câmara do Município, na terça-feira (14), em decorrência das investigações realizadas pela Delegacia de Polícia de Rio Branco (356 km de Cuiabá).

A operação foi desencadeada com base em investigações que apuraram que o vereador, que também é técnico de enfermagem no município, teria, durante o gozo de licença prêmio, se utilizado do cargo para enganar um idoso e subtrair seu cartão de crédito.

O furto qualificado contra o idoso teria ocorrido durante um exame, ocasião em que o técnico de enfermagem teria solicitado à vítima para permanecer 15 minutos com os olhos fechados. Após a consulta, a vítima não encontrou mais o seu cartão e no momento do bloqueio descobriu que já havia ocorrido vários saques em sua conta bancária.

As investigações realizadas pela Polícia Civil, coordenadas pelo delegado Herbert Yuri Figueiredo de Rezende, apontaram que o vereador, que estava com a vítima pouco antes do desaparecimento do cartão, foi a única pessoa que esteve no banco no momento em que os saques foram realizados.

Em decorrência dos fatos, a Câmara Municipal de Lambari D’Oeste optou com unanimidade pela cassação do mandato do vereador. No relatório da Comissão processante foi mencionado o trabalho da Polícia Civil como essencial para esclarecimento dos fatos.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação