The news is by your side.

AL aprova orçamento de R$ 26 bilhões para 2022

Da Redação

 

Os deputados da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) aprovaram nesta quinta-feira (16), a Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2022, com arrecadação prevista em R$ 26,5 bilhões, cerca de 20% a mais do que o previsto para 2021.

Agora, o projeto segue para sanção do governador Mauro Mendes (DEM).

Com a aprovação, os deputados cumprem o acordo selado com o Executivo para não atrasar a abertura do caixa no próximo ano. Como 2022 haverá eleições em outubro, o Governo tem um ano orçamentário mais curto, podendo celebrar ações e convênio e autorizar novas obras apenas até o mês de junho.

A LOA recebeu apenas um voto contrário, do deputado estadual Lúdio Cabral (PT), que tem defendido que o orçamento estaria subestimado em, pelo menos, R$ 6 bilhões. A alegação leva em consideração as taxas de arrecadação nos últimos anos, sendo que, apenas em 2021, o Estado arrecadou quase R$ 5 bilhões a mais do que estava previsto.

Após a aprovação da LOA, os deputados passaram a analisar os pedidos de destaques às emendas que foram rejeitadas nas comissões de mérito, e mantiveram o parecer, não aprovando nenhuma a mais. Ao todo, a LOA chegou a receber 314 emendas, sendo que 294 foram aprovadas nas comissões.

Uma das emendas destacadas, de autoria do deputado Thiago Silva (MDB), chegou a receber 11 votos favoráveis, mas, como são necessários pelo menos 13 votos para derrubar os pareceres contrários, acabou rejeitada. O objetivo era destinar R$ 500 mil para o estado implantar a Rede de Atenção às Pessoas com Esquizofrenia.

Orçamento

Pela proposta do governo estadual, são fixadas receita e despesa em R$ 26.585 bilhões, e uma renúncia fiscal líquida calculada em R$ 8.512 bilhões. O governo também previu investimentos na ordem de R$ 3,3 bilhões, sendo que, desses, R$ 2,9 bilhões são de receitas próprias do Estado.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação