The news is by your side.

Depois de críticas de Guedes, FMI fecha escritório no Brasil

Na véspera da decisão do órgão, ministro da Economia criticou projeções feitas pelo fundo sobre o crescimento do PIB do país

Da Redação

 

O Fundo Monetário Internacional (FMI) anunciou nesta quinta-feira (16) que vai fechar seu escritório no Brasil, que fica em Brasília. De acordo com a instituição, o fechamento ocorrerá até o fim de junho de 2022, quando termina o prazo atual da representação.

A decisão do FMI foi anunciada no dia seguinte às declarações do ministro da Economia, Paulo Guedes, que ironizou as projeções do órgão sobre o desempenho econômico do país.

“Vieram aqui para prever uma queda do PIB de 9,7% e que a Inglaterra iria cair 4%. Nós caímos 4%, e a Inglaterra caiu 9,7%”, disse Guedes. “Estou achando melhor eles fazerem previsão em outro lugar”, completou.

O ministro também afirmou que chegou a assinar, na semana passada, a dispensa da missão do FMI no Brasil, mas ponderou que o fundo pode manter seu escritório no país.

“Eu tinha assinado isso antes da crítica. Em junho do ano que vem, fecha a missão”, disse.  “Já há muitos anos que eles não precisavam estar aqui. Ficaram porque gostam de feijoada, futebol, conversa boa, e de vez em quando criticar um pouco e fazer previsão errada.”

Em nota, o FMI afirma esperar a manutenção das relações com o governo brasileiro.

“Esperamos que a alta qualidade do envolvimento do corpo técnico do fundo com as autoridades brasileiras continue, na medida em que trabalhamos de perto para apoiar o Brasil no fortalecimento de sua política econômica e configurações institucionais”, diz o comunicado.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação