The news is by your side.

Deputada diz ser do centro e tem propostas para direita e esquerda

A deputada estadual Janaína Riva (MDB) tem sido criticada por ter proposto projeto de lei que desobriga comércio e igrejas de exigir passaporte da vacina. Ela argumentou que não mudou para um perfil conservador, como foi apontada pelo deputado petista Lúdio Cabral.

“Não existe isso de neobolsonarismo. Ele é radicalmente de esquerda e eu sou uma deputada do centro, do MDB. O MDB se dá bem com esquerda e com direita e eu não tenho esse preconceito. Tenho pauta de esquerda e tenho pauta de direita, eu defendi o conselho LGBT que os bolsonaristas são contrários e eu defendo a não obrigatoriedade do passaporte  sanitário que os lulistas são contra. Não me pauto por pautas de Bolsonaro ou de Lula”.

Janaína disse ainda não é uma pessoa negacionista, que minimiza a existência da pandemia, já se vacinou, contudo, ela defende o direito de quem não quer cumprir o esquema vacinal.

“Eu entendo que as mães têm o direito sobre os seus filhos e entendo que as famílias também tenham o direito de não se vacinar. Não acho que deva ser regra geral. A vacina salva vidas, mas não é só ela que vai te deixar imune a doença. Hoje mais de 80% dos casos de covid-19 são casos em pessoas vacinadas. Não quer dizer que não tenha eficácia, mas tem falhas”.

A deputada comentou ainda que o prazo curto para testes da vacina contra a covid-19 e suas variantes também traz insegurança, além da discussão política em torno do tema.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação