The news is by your side.

Jogador do Cuiabá cita ‘constrangimento’ e diz que provará inocência

 

O jogador do Cuiabá Esporte Clube Rafael Gava utilizou as redes sociais para comentar pela primeira vez sobre a acusação de suposta agressão contra uma garota de programa da boate Crystal. Na gravação publicada neste sábado (18), o atleta afirmou estar passando por uma situação constrangedora e garantiu que irá provar sua inocência.

“Está sendo uma situação constrangedora pra gente porque desde que eu estava no Londrina eu não tive um mês de férias e quando a gente planeja curtir esse mês acontece essa situação inusitada”, disse.

Conforme noticiado, a denúncia de agressão foi feita por uma profissional da Crystal Night Club. A vítima relatou em seu depoimento que foi agredida na madrugada de 8 de dezembro após cobrar por um programa realizado.

Na ocasião, a jovem disse que ela e mais duas dançarinas foram convidadas por 3 jogadores para um serviço particular em um motel. Entre eles, também estaria jogador Clayson Henrique da Silva, que foi demitido do time na última quinta-feira (9).

Rafael contestou a denúncia afirmando que estava com sua família no momento das agressões. Contudo, a polêmica acabou tirando o atleta de campo no jogo do Cuiabá contra o Santos, que era decisivo para impedir que o Dourado fosse para a zona de rebaixamento.

No vídeo, ele lamenta o fato. “A gente corria risco de rebaixamento, e eu acabei ficando de fora, numa partida tão importante, sendo que eu era um jogador muito importante para o clube e vinha ajudando o Cuiabá demais nessa série A”, complementou.

Por fim, Rafael ainda disse que já possui as provas que será apresentada em sua defesa. “A partir de agora eu volto ter minha vida social normal porque eu não tenho culpa em nada e não devo nada para ninguém”, finalizou.

 

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação