The news is by your side.

Verba indenizatória, Prêmio Saúde, RGA e auxílio alimentação são aprovados para atender servidores

Da Redação

Os vereadores aprovaram leis criando benefícios de cunho salarial aos servidores da Prefeitura e da Câmara Municipal na sessão extraordinária de quarta-feira (22). Uma das mais aguardadas foi a regulamentação do Prêmio Saúde, o conhecido “mensalinho”, pago aos servidores da saúde.

Todos os quase 6,5 mil servidores da Secretaria Municipal de Saúde vão receber esse valor a mais na folha de pagamento, que varia de R$ 400 a R$ 5,8 mil. Por ano, serão gastos cerca de R$ 80 milhões com o prêmio.

O pagamento indiscriminado do Prêmio Saúde foi uma das razões do afastamento do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) por 37 dias da Prefeitura pela Operação Capistrum, que apura contratações irregulares na Secretaria Municipal de Saúde.

Outro projeto de autoria do Poder Executivo foi o pagamento de verba indenizatória a todas as pessoas com cargo comissionado na Prefeitura. O impacto será de R$ 59 milhões aos cofres públicos.

Os vereadores aprovaram por unanimidade o pagamento da Revisão Geral Anual (RGA) aos servidores concursados da Câmara. Serão 4% aplicados já a partir de janeiro de 2022 e os outros 4% em julho de 2022.

O presidente da Câmara, Juca do Guaraná Filho, defendeu que este foi o percentual de 8%, embora não seja o suficiente para corrigir a inflação, a concessão escalonada, foi a maneira encontrada de dar um percentual melhor.

“Fizemos o que era possível aos servidores. Apesar do índice estar abaixo da inflação, ainda é maior do que os 7% concedido pelo Governo do Estado e Assembleia Legislativa e iguala ao que foi concedido pela Prefeitura de Cuiabá”, argumentou.

Também foi aprovada, por unanimidade, a concessão de R$ 300 de vale alimentação aos cerca de 400 servidores comissionados da Câmara.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação