The news is by your side.

Petrobras vende complexo em Sergipe por US$ 1,1 bilhão

Da Redação

 

A Petrobras comunicou a venda da totalidade de sua participação dos campos terrestres do Polo Carmópolis, em Sergipe.

O anúncio ao mercado foi feito na quinta-feira 23. Segundo a estatal, a operação soma US$ 1,1 bilhão (RS 6,2 bilhões). Os ativos serão vendidos à Carmo Energy.

O valor do negócio está dividido em um sinal de US$ 275 milhões, outros US$ 550 milhões no fechamento da operação, e mais US$ 275 milhões depois de 12 meses da conclusão.

O Polo Carmópolis compreende 11 concessões de produção terrestres, localizadas no Estado de Sergipe. Juntos totalizam uma produção de 10,9 mil barris/dia.

Inclui ainda acesso à infraestrutura de processamento, escoamento, armazenamento e transporte de petróleo e gás natural.

O ativo compreende ainda o Complexo Operacional de Atalaia, que inclui o Terminal Aquaviário de Aracaju (Tecarmo), com cinco tanques, totalizando 168 mil m³ de capacidade de armazenamento, e também o oleoduto de escoamento da produção até este terminal (Bonsucesso–Atalaia), com 48 quilômetros de extensão.

O Polo conta com 11 estações de tratamento e cerca de 230 quilômetros de gasodutos e oleodutos.

Ainda no comunicado, a Petrobras destacou que a venda está alinhada à sua estratégia de gestão de portfólio e de melhoria de alocação de capital.

Carmópolis é o maior campo terrestre do Brasil, com um volume original de 1,76 bilhão de barris de óleo equivalente. É também o mais antigo de Sergipe, com início da produção em 1963.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação