The news is by your side.

Kalil determina reforço contra a síndrome gripal e cobra conscientização das pessoas

 

Seguindo determinação do prefeito Kalil Baracat, após receber do secretário de Saúde, Gonçalo Barros, relatório das incidências de casos de H3N2, uma mutação da Gripe Influenza, que tiveram significativo aumento de casos no Brasil, cerca de 30 médicos, além de enfermeiros e técnicos já reforçam as quatro unidades que foram destinadas para atendimento destes casos como as UPAs IPASE e Cristo Rei, e as Clínicas de Atenção a Família do Jardim Glória e do 24 de Dezembro.

“Além do remanejamento de profissionais médicos e de enfermagem, o Hospital Pronto Socorro Municipal de Várzea Grande também recebe os casos mais graves da Gripe H3N2 e todos que procurarem atendimento serão atendidos, receberão tratamento e medicamentos e se necessário exames e até mesmo internação que é no último caso”, disse o prefeito que esteve ontem e hoje visitando as unidades e vendo quais medidas ainda podem ser adotadas para atender a demanda que é grande já que atingimos nos últimos sete dias entre 7,2 mil até 9,8 mil atendimentos extras”.

Kalil Baracat lembrou que quase 58% dos atendimentos realizados foram de pacientes de outras cidades do Estado e até mesmo de Estados vizinhos e até mesmo de outros países com quem Mato Grosso faz fronteira.

O secretário de Saúde, Gonçalo Barros que esteve em todas as unidades de saúde que realizam os atendimentos especializados assegurou que não faltará atendimento, exames e nem medicamentos e que atrasos são comuns até pelo fato das UPA em média atenderem entre 500 e 800 pacientes e estarem realizando mais de 1.500 procedimentos durante 24 horas.

“Eu mesmo fiquei por horas no atendimento das UPAS e antes das 22 horas da noite da última terça-feira já não haviam pacientes a serem atendidos”, disse Gonçalo Barros lembrando que quando se dobra o número de atendimentos se exige um novo planejamento que foi realizado com o remanejamento de profissionais de saúde, com a remessa de mais medicamentos e exames.

Ele pontuou que algumas pessoas acabam exageram nas exigências para com os médicos pedindo internação quando não é o caso clinico. “O médico é quem decide qual o procedimento a ser adotado e isto as vezes desagrada alguns pacientes, mas em quase 100% dos casos, basta o atendimento, o exame e a medicação, não exigindo a internação, pois ainda vivemos a égide da pandemia da COVID 19, portanto, todo o cuidado para não se promover aglomerações é fundamental.

Gonçalo Barros frisou ainda que existe muito desserviço por parte de algumas pessoas que utilizam crises de saúde como plataforma política e colocam a vida das pessoas em risco de forma desnecessária. “Temos capacidade de atendimento e condições de ofertar uma saúde que atenda aos anseios, até porque o prefeito Kalil Baracat, cobra uma saúde presente e resolutiva e temos entregado resultados positivo”, disse Gonçalo Barros de posse de dados mundiais quando na terça-feira passada em todos os países que tratam a pandemia da COVID 19 com prioridade e transparência foram anotados cerca de 1.208 milhões de novos casos e cerca de 8 mil óbitos.

“Temos que tem equilíbrio e boa vontade para enfrentar uma pandemia que se arrasta por dois anos e ainda não vai dar trégua e com novas incidências como a Gripe Influenza que indiretamente é uma consequência da COVID 19, pois muitos se negaram a vacinar ou buscar o melhor meio de enfrentar a pandemia”, explicou o titular da Saúde de Várzea Grande.

O prefeito Kalil Baracat disse que é fundamental que todos os 141 municípios e mais o Governo do Estado trabalhem em um sentido único, pois se cada ente adotar uma providência fica difícil se combater diversas epidemias como essas. “Não vou politizar uma situação de saúde pública, mas que tem gestores que pegam seus pacientes e repassa para outras cidades, isto é o que mais acontece, o que acaba provocando o quadro visto em diversas unidades de saúde”, alertou Kalil Baracat.

O prefeito pediu ainda que as pessoas se conscientizem do momento vivenciado por todos e resguardem sua saúde, bem como a saúde de seus familiares, pois que usa máscara, promove o distanciamento social, usa álcool em gel e adota outras medidas são os conscientes que pensam muito mais nas demais pessoas e em sim, já o pessoal da festa, do negacionismo, estes podem não ter o que comemorar no futuro, por isso vamos nos cuidar e nos manter vigilantes, pois festas virão muitas no futuro, vida só se tem uma e todo cuidado é pouco”, ponderou.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação