The news is by your side.

Contas públicas podem fechar no azul pela 1ª vez desde 2013

Da Redação

 

As contas públicas podem encerrar o ano no azul pela primeira vez desde 2013, segundo previsão da Secretaria do Tesouro Nacional feita nesta quarta-feira (29).

A estimativa foi dada depois que o governo central registrou superávit de R$ 3,9 bilhões em novembro devido a arrecadação de impostos em alta e as despesas em queda. Os dados superaram as expectativas do Ministério.

“A gente tinha anunciado, no último relatório bimestral, um déficit de R$ 89 bilhões para 2021. Agora, a gente está estimando um déficit menor, o que tem grande possibilidade de gerar o primeiro superávit primário do setor público, considerando Estados e Municípios, desde 2013”, informou o secretário do Tesouro Nacional, Paulo Valle.

O secretário acrescentou que também será o melhor resultado, com o menor déficit para o resultado do Governo Central, desde 2014.

O resultado de novembro, que reúne as contas do Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central, foi o melhor desempenho para o mês desde 2013. Em novembro de 2020, o resultado havia sido negativo em R$ 18,257 bilhões.

Até novembro, o resultado primário foi de déficit de R$ 49,287 bilhões, o melhor resultado desde 2014 para o período. No ano passado, esse mesmo resultado era negativo em R$ 699,122 bilhões, principalmente por conta dos gastos e renúncias de receita com a primeira onda da pandemia.

Em novembro, as receitas tiveram alta real de 8,4%, em relação a igual mês do ano passado. Já as despesas caíram 12,7% na mesma comparação, já descontada a inflação.

Em 12 meses até novembro, o governo central apresenta um déficit de R$ 100 bilhões, equivalente a 1,1% do PIB. A meta fiscal proposta pela equipe econômica para este ano admite um déficit de até R$ 247,118 bilhões nas contas do governo central, mas o governo vinha prevendo um rombo menor, mesmo com despesas extras por causa da covid-19.

Banco Central

As contas do Tesouro Nacional, incluindo o Banco Central, registraram um superávit primário de R$ 18,164 bilhões em novembro, de acordo com dados divulgados pelo Tesouro. No ano até o mês passado, o superávit primário acumulado nas contas do Tesouro Nacional (com BC) é de R$ 206,834 bilhões.

Já o resultado do INSS foi um déficit de R$ 13,948 bilhões no mês passado. No ano, o resultado foi negativo em R$ 255,367 bilhões. As contas apenas do Banco Central tiveram déficit de R$ 344 milhões em novembro e R$ 754 milhões no acumulado de 2021.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação