The news is by your side.

Emanuel não vai obrigar que crianças sejam vacinadas contra covid-19

Da Redação

O prefeito de Cuiabá decidiu que não adotará política de vacinação em massa nas crianças de 5 a 11 anos contra a covid-19. Ele também não definiu se será exigido atestado médico com indicação de vacina para o público infantil. O Comitê de Enfrentamento à Covid-19 de Cuiabá que vai se reunir nesta semana ainda para planejar a campanha de imunização desta faixa etária.

“É certo que não vamos adotar uma política de vacinação em massa das crianças nas unidades escolares. Agora, os pais que trouxerem os filhos às unidades nós vamos vacinar. Todos somos pró-vacina e Cuiabá fez bonito, saiu na frente, aplicamos mais de um milhão de doses, e graças a esse sucesso derrubamos e estamos conseguindo controlar a propagação do vírus”.

Em Mato Grosso, a Secretaria de Estado de Saúde já definiu que no Estado não será exigido atestado médico para vacinar crianças de 5 a 11 anos contra a covid-19. A decisão também passa pelas prefeituras.

O Ministério da Saúde ainda não definiu data de quando vai encaminhar os imunizantes aos Estados. Por enquanto, crianças de 5 a 11 anos serão vacinadas com a vacina da Pfizer.

 

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação