The news is by your side.

Turistas morrem durante nevasca no Paquistão

 

No Paquistão, pelo menos 21 turistas morreram devido às baixas temperaturas, informou o governo do país neste sábado (8).

Segundo as autoridades, as pessoas ficaram presas em seus veículos no norte do país, onde milhares de turistas se reuniram para ver a neve.

“Pela primeira vez em 15 a 20 anos, esse grande número de turistas lotou Murree, o que criou uma grande crise”, disse o ministro do Interior do Paquistão, Sheikh Rashid Ahmed, em uma mensagem de vídeo.

O ministro disse que cerca de mil carros ficaram presos numa estação em uma área montanhosa, confirmando que de “16 a 19 mortes ocorreram em seus carros”. O exército e forças paramilitares foram destacados para ajudar nas operações de resgate, disse ele.

O governo declarou estado de calamidade na cidade de Murree, localizada a 64 quilômetros da capital Islamabad.

Na noite de sexta-feira (7), todas as estradas que levam ao local foram fechadas para impedir o fluxo adicional de turistas.

A nevasca, que começou na terça-feira (4), continuou em intervalos regulares, atraindo milhares de turistas. Devido ao grande número de visitantes, muitas famílias acabaram ficando presas nas estradas.

“As mortes foram causadas por resfriado ou envenenamento por monóxido de carbono”, disse Faheem Yonus, chefe de doenças infecciosas da Universidade de Maryland, nas redes sociais.

“O monóxido de carbono é inodoro, letal, se um carro parado for enterrado na neve, o escapamento bloqueado pode matar rapidamente os passageiros ao respirarem o gás”, disse.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação