The news is by your side.

Policial vai fazer visita fora do horário e atira para intimidar funcionários do Hospital

Da Redação

 

Na manhã desta sexta-feira (14). Disparo de arma de fogo assustou servidores e pacientes do Pronto-Socorro de Várzea Grande. O tiro foi dado por um policial civil, que já foi identificado. Apesar de tudo, ninguém ficou ferido. O crime aconteceu como uma forma de intimidar a equipe de trabalhadores do local, que não o deixou visitar a esposa fora do horário estabelecido.

Um dos seguranças da unidade contou que o suspeito chegou no local junto com outras pessoas querendo fazer visita para a esposa, que está internada na unidade. Porém, foi informado que naquele horário não era permitida a entrada de visitantes.

Mas, o suspeito não recebeu bem a informação. Ele entrou pelo corredor, sacou a arma de fogo e disparou no chão, acertando um carrinho que distribuiu alimentos pelos leitos.

Depois disso, colocou o distintivo da Polícia Civil no peito e deixou o local em um Toyota Corola prata sem rumo.

Desespero

Testemunhas contaram que no momento do tiro muitos pacientes estavam sentados no corredor do hospital aguardando atendimento. O tiro poderia ter acertado populares e causou alvoroço, pânico e agitação pelo local.

Durante as diligências, foi descoberto que ele é servidor lotado na Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos Automotores (Derfva). O projétil já foi apreendido e o caso é investigado.

Do outro lado

A Polícia Civil, que de uma forma resumida por meio da assessoria de imprensa, declarou que “a Corregedoria da Polícia Civil já foi acionada e está apurando os fatos”.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação