The news is by your side.

Tempestade tropical ‘Ana’ deixa 77 mortos no sul da África

The Guardian

 

O número de mortos de uma tempestade que atingiu três países da África Austral subiu para 77, enquanto as equipes de emergência lutavam para reparar a infraestrutura danificada e ajudar dezenas de milhares de vítimas.

A tempestade tropical Ana atingiu a costa em Madagascar na segunda-feira (24) antes de atingir Moçambique e Malawi durante a semana, trazendo chuvas torrenciais.

Equipes de resgate e autoridades dos três países estavam avaliando a extensão total dos danos na manhã desta sexta-feira (28), quando outra tempestade estava se formando no Oceano Índico.

Madagáscar na quinta-feira (27) declarou estado de calamidade nacional com o número de mortos subindo para 48. Moçambique relatou 18 mortos enquanto 11 morreram no Malawi.

A tempestade também passou pelo Zimbábue, mas nenhuma morte foi relatada.

Nos três países mais atingidos, dezenas de milhares de casas foram danificadas. Algumas desabaram sob a chuva forte, prendendo as vítimas nos escombros. Vários rios transbordaram, arrastando pontes e deixando campos submersos, afogando o gado e destruindo os meios de subsistência das famílias rurais.

Os serviços meteorológicos internacionais alertaram que outra tempestade, batsirai, se formou sobre o Oceano Índico e deve atingir a costa de Moçambique no fim de semana. “Pode evoluir para uma tempestade tropical severa nos próximos dias”, disseram as Nações Unidas em comunicado.

Até seis ciclones tropicais são esperados antes que a estação chuvosa termine em março.

“A situação é de extrema preocupação” e “a vulnerabilidade é muito, muito alta”, disse a coordenadora residente da ONU em Moçambique, Myrta Kaulard. “O desafio é titânico, o desafio é extremo”, disse ela, observando que as tempestades estavam atingindo “uma região já extremamente vulnerável” ainda tentando se recuperar dos ciclones Idai e Kenneth, que atingiram a região em 2019 .

No Malawi, o governo declarou estado de desastre natural. A maior parte do país perdeu eletricidade no início da semana, depois que as águas das enchentes atingiram as usinas geradoras. A energia foi restabelecida nesta quinta-feira (27) em algumas regiões do país, mas partes da rede elétrica foram destruídas.

“Nossa prioridade agora é restaurar a energia dos estabelecimentos de saúde, sistemas de distribuição de tratamento de água e escolas”, disse a concessionária nacional de energia em comunicado.

A África Austral, especialmente Moçambique, sofreu tempestades destrutivas repetidamente nos últimos anos.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação