The news is by your side.

Força-tarefa vai ouvir 100 pessoas para apuração da fuga de presos em Água Boa

Da Redação

A Polícia Civil realiza uma força-tarefa especial nesta semana para ouvir cerca de 100 depoimentos na apuração sobre as circunstâncias da fuga de 14 detentos da Penitenciária Regional Major Zuzi, ocorrida no dia 03 de janeiro, em Água Boa (730 km a leste de Cuiabá).

Na ocasião, os reeducandos estavam no banho de sol quando houve um início de motim. Foi dada ordem de recolhimento para as celas, não sendo obedecida por meio de verbalização, sendo necessário uo so moderado da força para sanar o motim.

Um dos reeducando foi atingido por disparo de arma menos letal (tiro de borracha) na perna e em seguida encaminhado para atendimento médico no Hospital Regional da Água Boa e 14 detentos fugiram.

Até o momento, seis dos fugitivos foram recapturados, um morreu em confronto com a Força Tática da PM e sete seguem foragidos.

O inquérito policial presidido pelo delegado regional, Valmon Pereira da Silva, foi instaurado pela Delegacia de Água Boa, sendo montada a força-tarefa especial para coletar aproximadamente 100 depoimentos de policiais penais e de outras pessoas que estavam no local no momento dos fatos.

As oitivas iniciaram nesta segunda-feira (31) e contam com apoio do delegado de Ribeirão Cascalheira, Sérgio Almeida, e de outros servidores da Regional. Após a coleta dos depoimentos, os procedimentos serão encaminhados à Delegacia de Água Boa e serão juntados ao inquérito para demais providências cabíveis.

 

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação