The news is by your side.

Emanuel prepara projeto de lei para exigir serviço de qualidade da Águas Cuiabá

 

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) prometeu dar um fim na ‘bagunça’ promovida pela empresa Águas Cuiabá nas ruas pavimentadas da capital. O gestor revelou que está elaborando um projeto de lei para colocar na ‘linha’ a concessionária de águas e esgoto. Porém, não informou quais as regras previstas no projeto.

Emanuel chegou a baixar um decreto proibindo a concessionária de fazer obras em vias pavimentadas, já que sempre toma conhecimento da insatisfação de moradores quando visita os bairros afetados. Diante dessas reclamações, o prefeito determinou que uma equipe da Agência Municipal de Regulação de Serviços Públicos (Arsec) o acompanhe durante as visitas.

“Estamos preparando um projeto de lei, para que essa “farofada” toda que acontece acabar. Precisamos das obras, sabemos que são invasivas, de alto impacto, sabemos que tem problemas que não é só má gestão da Águas Cuiabá, mas prudência, respeito e obra de qualidade é o mínimo que um prefeito pode exigir e cobrar para sua cidade. E é isso que estamos fazendo”, disse.

Emanuel ainda saiu em defesa de seu vice, o secretário de Obras José Roberto Stopa (PV), que fez duras críticas à concessionária enquanto esteve à frente da gestão, em 2021. “Empresas que prestam serviços à Águas Cuiabá, na hora de tapar os buracos estão fazendo m****. A verdade é essa”, disse Stopa, em entrevista no dia 3 de novembro.

Na avaliação do prefeito, seu vice tinha razão em suas críticas, pois teria faltado planejamento por parte da concessionária na hora da realização das obras.

“Nós avançamos muito, agora nessa parte da pavimentação, nós estamos sendo duros com ela. O que o Stopa está falando é a verdade, é o que sente a gestão, o prefeito, o vice, e todos nós. Mas eles já se comprometerem a se enquadrar, até porque não tem outro caminho”, disse.

Inclusive, moradores do bairro Santa Rosa, estão insatisfeitos com o serviço prestado pela concessionária. Em entrevista, a presidente do bairro, Elaine Paiva, destacou que a reclamação não é quanto aos serviços da concessionária, mas sim a qualidade da recomposição do asfalto que é retirado para a realização das obras na rede de esgoto.

Na ocasião, algumas ruas do bairro haviam acabado de passar por obras de pavimentação. Logo depois a Águas Cuiabá precisou fazer obras, danificou o asfalto e não refez o asfalto com a mesma qualidade.

“Acredito eu que, realmente, a grande preocupação dos associados e dos moradores do bairro Santa Rosa seja a questão do asfalto. Não o transtorno em si, pois nós já sabíamos disso”, disse Elaine Paiva.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação