The news is by your side.

Sargento que traficou cocaína em avião da FAB é condenado a 14 anos de prisão

Da Redação

 

A Justiça Militar da União (JMU) condenou nesta terça-feira (15), o sargento da Aeronáutica Manoel Silva Rodrigues por tráfico internacional de drogas. A pena é de 14 anos e seis meses de prisão.

O militar foi preso em 2019 ao desembarcar de um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) com 37 quilos de cocaína em Servilha, na Espanha. A aeronave fazia parte da comitiva que acompanhava viagem do presidente Jair Bolsonaro (PL) ao Japão para a reunião do G20. Rodrigues também deverá pagar 1,4 mil dias-multa, fixados em 1/30 do salário-mínimo.

A pena já cumprida pelo militar na Espanha, onde está preso, poderá ser descontada da nova condenação se a sentença espanhola for homologada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

A promotoria afirmou que o sargento agiu com “muita audácia” ao embarcar com a droga e pediu uma pena severa. A defesa argumentou que a Lei de Drogas não se aplicaria ao caso, mas sim o Código Penal Militar, que tem pena mais branda.

O juiz Frederico Magno de Melo Veras, no entanto, rejeitou a tese e afirmou que Rodrigues cometeu um crime militar, mas praticado em um contexto de tráfico internacional. O magistrado disse também que ficou evidente que a droga foi levada do Brasil, ao contrário do que foi informado pela defesa. Rodrigues ainda pode recorrer da decisão no Superior Tribunal Militar (STM).

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação