The news is by your side.

PF deflagra operação contra ex-gerente da Caixa que desviou R$ 2,5 milhões

 

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (22), a Operação Abuso Fidúcia, com o objetivo de prender um ex-gerente da Caixa Econômica Federal suspeito de ter desviado valores superiores a R$ 2.575.831,74 (dois milhões quinhentos e setenta e cinco mil oitocentos e trinta e um reais e setenta e quatro centavos). Além da prisão, a PF tem como missão tentar recuperar todo o prejuízo sofrido pela Empresa Pública Federal.

As investigações, iniciadas em 2022, constataram que o investigado criava contas bancárias falsas, bem como incluía terceiros em contas de pessoas jurídicas e simulava empréstimos. Posteriormente o dinheiro era movimentado entres diversas contas até chegar em sua própria conta bancária.

Foram expedidos, pela 5ª Vara Federal da Seção Judiciária do Mato Grosso, 2 mandados de busca e apreensão, e um mandado de prisão temporária. Também foi deferido o sequestro de bens móveis e imóveis.

O nome da Operação ABUSO FIDÚCIA – abuso de confiança em latim – remete ao fato de que o Ex-Gerente da Caixa Econômica Federal, utilizando-se do ser cargo de confiança, desviava dinheiro do banco para benefício próprio.

As investigações terão continuidade para identificar outros suspeitos que também praticam essas condutas, bem como para apontar outros empréstimos bancários que possivelmente foram fraudados.

 

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação