The news is by your side.

Motorista de aplicativo é acusado de obrigar passageira a masturbá-lo em Cuiabá

Da Redação

 

A jovem Raquel Cristina denunciou em suas redes sociais, na noite desta terça-feira (23), ter sido vítima de abuso sexual praticado por um motorista de aplicativo durante uma corrida que foi iniciada no bairro Jardim Industriário, em Cuiabá. Vídeos e depoimentos publicados no stories do Instagram da jovem relatam que, além de ter sido obrigada a masturbar o acusado, ela teria sido obrigada a pular do carro em movimento.

A vítima expôs diversas fotos e nome do acusado, Wellington Sampaio, e recebeu várias outras denúncias de possíveis vítimas do agressor.

Segundo relato, a vítima e uma amiga embarcaram por volta das 2h13 no bairro Jardim Industriário. Quando perceberam que o motorista estava fazendo um caminho diferente, ela pediu para que ele fosse pelo local indicado pelo aplicativo. Todavia, o condutor não atendeu o seu pedido.

“Como estava eu e outra amiga, não achei perigoso né, o motorista chegou às 02h13 e iniciamos a corrida. Eu pedi para ele ir pela Avenida das Torres, que era o certo a se fazer para desembarcar mais rápido no meu destino e ele simplesmente ignorou meu pedido e continuou indo”, contou Raquel.

Ao perceber as más intenções do motorista de aplicativo, as vítimas começaram a pedir para que ele parasse. No entanto, ele passou a acelerar ainda mais o veículo.

Nas proximidades do Posto São Mateus, o suspeito parou e a amiga de Raquel rapidamente desceu do veículo. Quando ela tentou desembarcar, o motorista acelerou o carro, mesmo com as portas traseiras abertas. A vítima disse que o homem a mandou pular do carro se quisesse descer, porque ele não ia parar, acelerando o veículo cada vez mais. “Ele acelerou e pediu a todo o momento para eu pular, que não ia parar de jeito nenhum pra eu descer, ele estava em alta velocidade e queria que eu pulasse”, relatou a jovem.

Ainda conforme a vítima, na sequência, o homem parou o veículo e passou para o banco de trás, mandando que ela o masturbasse. O homem ainda pegou uma camisinha e colocou o órgão dele.

“E eu chorando desesperada, ele pulou para o banco de trás e me forçou a masturbar ele e em seguida tirou uma camisinha do bolso e na hora eu percebi que ele tinha costume de fazer isso com outras mulheres, depois de uns 5 minutos e ele me forçando ao ato, minha amiga chegou com a outra amiga e o marido dela, a que estávamos na casa dela”.

Raquel foi ajudada pelos amigos e o suspeito conseguiu fugir. A Polícia Militar foi acionada, realizou rondas, mas o suspeito não foi encontrado. O caso foi registrado na delegacia de Defesa da Mulher e será investigado pela Polícia Civil.

Motorista de aplicativo é acusado obrigar passageira a masturbá-lo em Cuiabá

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação