The news is by your side.

Etiópia promete ação após vídeo mostrar homens uniformizados queimando civis vivos

Reuters

O governo da Etiópia disse neste sábado (12) que agiria contra os criminosos depois que um vídeo apareceu nas redes sociais mostrando homens armados, alguns em uniformes militares, queimando civis até a morte no oeste do país.

O Serviço de Comunicação do Governo da Etiópia disse em um comunicado em sua página no Facebook que o incidente ocorreu na zona de Ayisid Kebele, na zona de Metekel, na região de Benishangul-Gumuz, local de violência étnica frequente há mais de um ano, no qual centenas de civis morreram.

“Um ato horrível e desumano foi cometido recentemente… Em uma série de imagens horríveis que circularam nas redes sociais, civis inocentes foram queimados até a morte”, dizia o comunicado.

Ele não disse quando os eventos ocorreram ou quem foi o responsável.

“Independentemente de sua origem ou identidade, o governo tomará medidas legais contra os responsáveis ​​por esse ato grosseiro e desumano”.

No vídeo, alguns dos homens na multidão estão vestindo uniformes militares etíopes, bem como uniformes de outras forças de segurança regionais.

O porta-voz militar Coronel Getnet Adane e o porta-voz do governo Legesse Tulu não responderam imediatamente aos pedidos de comentários.

A violência na região de Benishangul-Gumuz, que abriga vários grupos étnicos, é separada da guerra na região norte de Tigray que eclodiu em novembro de 2020 entre forças federais etíopes e forças rebeldes da Frente de Libertação Popular Tigray (TPLF).

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação