The news is by your side.

Medeiros ‘baixa a temperatura’ mas não apoia e nem quer apoio do governador

Da Redação

O deputado federal José Medeiros (PL) respeita a decisão do presidente Bolsonaro em apoiar o governador Mauro Mendes à reeleição, mas não vai subir no palanque e não espera que Mendes peça votos para ele. Após anos de desentendimentos, Medeiros pontua que nem o eleitor vai entender a aproximação. Vai ser cada um para o seu lado.

“Ele pra lá e eu pra cá. Acho que nem ele quer meu apoio e nem eu quero o dele. Eu falei e deixei isso bem claro para o presidente quando ele falou da possibilidade de caminharem juntos. Acho que por tudo o que governo federal fez aqui pelo governo do Mauro, as contas que Mauro tanto canta em verso e prosa estão assim por causa do governo federal”, diz o deputado, que considera natural que o governador apoie o presidente que injetou R$ 5 bilhões em Mato Grosso.

Medeiros diz que esta é a raiz das discordâncias dele com o governador, a de não atribuir as conquistas ao governo federal. Além disso, o deputado federal alegou que o governador não recebe bem a crítica ou alguma pontuação a respeito das pastas.

“Se vocês notarem, eu faço pontuações a respeito da infraestrutura, a respeito da segurança, da saúde, da conduta do governo, do governador, não da pessoa do Mauro. Mas ele sempre leva para o lado pessoal e toda vez que ele vai rebater alguma crítica, ele tem que chamar de malandro e por aí vai. Não vou entrar nessa pilha, já disse ao presidente, que da minha parte é tranquilo. Ele não pisando nos meus calos e deixando o governo em paz, ele fica pra lá e eu pra cá, não vou ser empecilho e não tem porque atacar quem está apoiando”, comentou Medeiros, que reconheceu que baixou a temperatura em relação ao governador.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação