The news is by your side.

AGU pede arquivamento de inquérito contra bolsonaro e cita “abuso investigatório”

Da Redação

O presidente Jair Bolsonaro (PL), por meio da Advocacia-Geral da União (AGU), solicitou que o Supremo Tribunal Federal (STF) arquive um inquérito que o investiga sobre um possível vazamento de dados sigilosos. Na ocasião, o comandante do Planalto divulgou, em uma transmissão ao vivo, um inquérito da Polícia Federal que investigava um suposto ataque hacker nos servidores do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Em seu pedido, o mandatário afirma que não há elementos que possam justificar o desenvolvimento de um novo relatório da Polícia Federal e alega sofrer “abuso investigatório” do ministro Alexandre de Moraes. A Polícia Federal, porém, discorda do presidente e alega ver indícios de que o chefe do Executivo federal cometeu crimes.

De acordo com a AGU,uma nova diligência, solicitada pelo ministro Moraes, não irá elucidar novos fatos. “É este elemento para evidenciar a absoluta ausência de necessidade para nova remessa dos autos à Polícia Federal, fato que per se, diante do conteúdo definitivo e conclusivo das últimas manifestações da Procuradoria-Geral da República, revela injustificável excesso de prazo e abuso investigatório”, alega parte do recurso.

Já o magistrado, em sua decisão, argumentou que “a Polícia Federal, ao concluir a investigação encaminhou as mídias que contém o material obtido da quebra de sigilo telemático, não elaborando, entretanto, relatório específico da referida diligência, essencial para a completa análise dos elementos de prova pela Procuradoria-Geral da República”.

 

Com informações de CNN

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação