The news is by your side.

MT aprimora métodos para a filosofia de polícia comunitária em evento internacional

O acontecimento baseou em metodologia japonesa para fortalecer o relacionamento entre a comunidade e a segurança pública de Mato Grosso

Da Redação

Cerca de 450 pessoas participaram do 1° Seminário Internacional de Polícia Comunitária de Mato Grosso, no dia 25 de maio, na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em Cuiabá. O evento foi promovido pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), por meio da Coordenadoria de Polícia Comunitária (CPC), em conjunto com a Federação dos Conselhos Comunitários de Segurança de Mato Grosso (Feconseg) e Assembleia Legislativa.

O público presente envolveu integrantes das forças de segurança pública de Mato Grosso, como, também, dos estados de Minas Gerais e São Paulo. Também, participaram representantes da Agência Nacional de Cooperação do Japão (Jica) e Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) do Ministério de Justiça e Segurança Pública (MJSP), autoridades políticas, líderes comunitários e membros dos Conselhos Comunitários de Segurança (Conseg) no âmbito de Mato Grosso.

“Esse encontro foi a oportunidade de ampliar as possibilidades para o fortalecimento dessa relação entre a comunidade e a segurança pública, principalmente no combate à criminalidade. Todos os presentes conheceram as iniciativas e boas práticas das políticas comunitárias japonesas que é um exemplo na redução do índice de crimes de diversas naturezas, no Japão”, explica Danillo Moraes que é presidente da Feconseg de Mato Grosso.

Ele acrescenta que seguir as metodologias que foram aplicadas e que deram resultados só vão contribuir para o fortalecimento do plano de ação de Coordenadoria da Polícia Comunitária. “Infelizmente, a violência é um fator presente no meio social e a polícia comunitária só ajuda no combate à criminalidade, o que assegura o cidadão de bem ter uma segurança com qualidade e eficaz”, esclarece Moraes.

O policial japonês Yoshiyuki Nakatami que é Cônsul de Segurança Pública do Consulado do Japão, em São Paulo, foi responsável em transmitir aos presentes alguns dos métodos desenvolvidos no Japão e os resultados obtidos com a implementação. Só que ele enfatizou que mesmo o país, sendo referência no quesito da segurança pública, não quer dizer que alcançaram 100% das metas esperadas e que é preciso dar continuidade na promoção de novas melhorias e prestação de qualidade à sociedade.

Também, o público apreciou palestra referente ao enfrentamento e combate à violência doméstica contra mulheres por membros do Poder Judiciário de Mato Grosso e sobre o Banco Nacional de Projetos (Bapre) para esclarecer os projetos e entidades cadastrados no Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MPE).

Mato Grosso – O Conseg existe há mais de 20 anos em Mato Grosso e envolve a parceria com as comunidades de forma voluntária e com autonomia, não sendo preciso ter vínculos com o Poder Executivo e interferência estatal. A formação é feita pela sociedade civil organizada por meio de eleições e baseada no Código Civil Brasileiro.

Brasil – No país, há 2.500 conselhos comunitários, cerca de 10 mil conselheiros – podendo chegar a 25 mil se for considerada toda a estrutura junto aos conselhos fiscais e consultivos.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação