The news is by your side.

Cármen Lúcia pede manifestação da PGR sobre conduta de Bolsonaro em motociata nos EUA

Da Redação

A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Cármen Lúcia determinou nesta terça-feira (14) que a Procuradoria-Geral da República (PGR) se manifeste sobre um pedido de investigação das condutas do presidente Jair Bolsonaro (PL) e do ministro da Justiça, Anderson Torres, durante uma motociata nos Estados Unidos.

A motociata ocorreu no sábado (11) em Orlando, na Flórida (EUA), e teve a presença de Allan dos Santos, considerado foragido pela Justiça brasileira. Apesar de estarem no mesmo evento, não há registro de um encontro entre Bolsonaro, Anderson e Allan. Questionado por jornalistas em frente ao Planalto, Bolsonaro negou na segunda-feira (13) que tenha encontrado o blogueiro.

A notícia-crime foi protocolada pelo líder da Minoria na Câmara, deputado Alencar Santana Braga (PT-SP). Ele aponta supostos crimes de responsabilidade e prevaricação por parte do presidente e do ministro. Em outubro do ano passado, o ministro Alexandre de Moraes determinou a prisão e extradição de Allan dos Santos, que é investigado nos inquéritos sobre milícias digitais e das fake news.

O deputado pede o afastamento do ministro da Justiça e investigação dos supostos crimes cometidos por ele e pelo presidente da República. “Os agentes políticos não podem ser omissos com foragidos da justiça brasileiro em defesa da propaganda ideológico do governo federal e muito menos como um local para troca de favores e agrados a aliados do presidente da República”, disse o parlamentar em nota publicada no site PT na Câmara.

 

Com informações de Gazeta do Povo

 

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação