The news is by your side.

Alexandre de Moraes dá prazo de 24h para redes sociais bloquearem perfis do PCO

Da Redação

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes deu prazo de 24 horas para as redes sociais bloquearem os perfis do Partido da Causa Operária (PCO). A determinação, publicada nesta segunda-feira (20), vale para Facebook, Twitter, Instagram, Youtube, Telegram e Tiktok. Caso as empresas não cumpram a decisão, o magistrado estabeleceu uma multa diária de R$ 20 mil para cada.

Moraes incluiu o PCO no inquérito sigiloso das “Fake News”, depois de uma publicação da legenda no Twitter. “Em sanha por ditadura, skinhead de toga retalha o direito de expressão, e prepara um novo golpe nas eleições. A repressão aos direitos sempre se voltará contra os trabalhadores! Dissolução do STF!”, afirmou o PCO em 1º de junho.

As empresas recorreram da decisão imposta por Moraes no começo deste mês na tentativa de evitar o bloqueio das contas do partido. Moraes, no entanto, rejeitou o pedido.

“Nos termos do art. 317, § 4º, do Regimento Interno do Supremo Tribunal Federal, o agravo regimental não terá efeito suspensivo, de modo que não há qualquer justificativa para o parcial descumprimento da decisão judicial proferida nestes autos”, disse Moraes na petição.

O PCO se manifestou na tarde desta segunda-feira e negou acusações de atentado contra a democracia. “Nem o PCO recebe dinheiro público — exceto em período eleitoral —, nem atentou contra as tais instituições, mas sim criticou a atuação dos ministros do Supremo e propôs, como parte de seu programa democrático, uma reforma do Judiciário”, diz trecho de nota da legenda.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação