The news is by your side.

Tiroteio deixa ao menos seis mortos nos EUA; atirador ainda não foi encontrado

Reuters

 

Seis pessoas morreram e pelo menos 31 ficaram feridas após disparos de arma de fogo na rota do desfile de 4 de Julho no rico subúrbio de Highland Park, cidade ao norte de Chicago, nesta segunda-feira (4), disseram autoridades, enquanto espectadores em pânico fugiam do local.

“Vários agentes da lei estão respondendo e garantiram um perímetro ao redor do centro de Highland Park”, disse um comunicado emitido no site da cidade.

A polícia informou que não há indícios de quem é o atirador e se há reféns. Apesar disso, se trata de um homem branco, entre 18 e 20 anos, de cabelo preto, considerado “armado e perigoso”.

As autoridades ainda disseram que o tiroteio ocorreu de forma “completamente aleatória”. O suspeito utilizava um rifle.

No Twitter, o departamento do xerife pediu que a população fique fora da área e permita que a polícia e os socorristas façam o trabalho deles.

Um repórter do Chicago Sun-Times viu cobertores sobre três corpos ensanguentados e outras cinco pessoas feridas perto do estande do desfile, que comemora a data que marca a independência dos Estados Unidos. Entre as feridas, as autoridades confirmam que 16 pessoas foram hospitalizadas.

Várias pessoas disseram que ouviram vários tiros disparados. O morador local Miles Zaremski disse ao Chicago Sun-Times: “Ouvi de 20 a 25 tiros, que estavam em rápida sucessão. Portanto, não poderia ter sido apenas uma pistola ou uma espingarda”.

Falando à estação de televisão local WGN, uma testemunha chamada Michael disse ter visto um único atirador armado com um fuzil “agachado e avançando de forma metódica, quase militar. Imediatamente à nossa esquerda, ele começou a atirar novamente e uma mulher caiu”.

Fontes disseram que a pessoa poderia estar atirando de cima de um prédio alto.

Alguns dos feridos foram levados para o hospital de Highland Park para tratamento, de acordo com a ABC7 de Chicago.

As pessoas fugiram do local ao ouvir vários estrondos altos, informou a televisão CBS 2 de Chicago, citando um produtor que estava no desfile.

“Todo mundo estava correndo, se escondendo e gritando”, disse a produtora digital da CBS 2, Elyssa Kaufman, segundo o site do canal.

Enquanto fugiam da rota do desfile, perto da Avenida Central e da Second Street, os participantes deixaram para trás cadeiras, carrinhos de bebê e cobertores enquanto procuravam abrigo, sem saber exatamente o que aconteceu.

Brad Schneider, representante por Illinois na Câmara baixa do Congresso, estava lá quando os tiros começaram.

“Minha equipe de campanha e eu acabávamos de nos reunir para o início do desfile quando começou o tiroteio”, tuitou Schneider.

As celebrações do 4 de Julho foram suspensas tanto em Highland Park, onde aconteceu o ataque, como em várias cidades da região.

A Polícia Estadual de Illinois esteve no local e chamou o incidente de “situação de tiro ativo”.

O tiroteio só relembra aos americanos o aumento da violência armada. Em 24 de maio, um massacre matou 19 crianças em idade escolar e dois professores em uma escola primária em Uvalde, Texas, e, em 14 de maio, outro ataque matou 10 pessoas em um supermercado em Búfalo, Nova York.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação