The news is by your side.

Evangélica denuncia “pastor tarado” em Cuiabá

 

 

Uma mulher de 43 anos procurou a Polícia Civil e denunciou, neste início de semana, que foi importunada sexualmente pelo pastor de uma igreja evangélica do bairro Tijucal, em Cuiabá.

A vítima contou que uma menor, de 17 anos, também confirmou pra ela que foi assediada pelo líder da igreja, até o momento em silêncio.

De acordo com o boletim de ocorrência, a mulher relatou que no início deste ano recebeu várias mensagens no WhatsApp do pastor, a chamando de linda.

Ainda segundo o relato, o líder religioso seguiu dizendo que quando via o corpo dela dava vontade de fazer “certas coisas”.

A vítima afirma que pediu para ele parar. Quatro dias depois, ela recebeu outra mensagem do homem, mas desta vez dizia que queria pedir perdão pelas mensagens impróprias. Ao que parece, ela não aceitou.

Sobre a adolescente, segundo a denunciante, o homem a teria agarrado, puxado pela cintura e pedido para ela abrir a boca e disse que sopraria.

A menor ficou desesperada e procurou ajuda junto aos pais, que não registraram boletim de ocorrência. Segundo a mulher, eles acharam que deviam informar primeiro o presidente da igreja, que não tomou nenhuma providência.

O caso foi registrado como importunação sexual e deve ser investigado pela Polícia Civil.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação