The news is by your side.

Prefeito lança comitê suprapartidário em prol de Lula e visando Palácio Paiaguás

Da Redação

O prefeito de Rondonópolis, Zé Carlos do Pátio (Solidariedade) lançou a proposta de um comitê suprapartidário em favor da candidatura do ex-presidente Lula nas eleições de 2022. Contudo, na coletiva à imprensa na Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM) nenhum representante do PT ou do proprio partido de Pátio esteve presente. Apenas do deputado estadual Wilson Santos (PSDB) estava na plateia.

“Quero dizer que o deputado Lúdio e o deputado Barranco estiveram em Rondonópolis hipotecando apoio. Essa visão é realmente pluripartidária e não resta dúvidas que temos o PT de Mato Grosso nesse projeto”.

Pátio também não escondeu que poderá deixar o Solidariedade. A presidência do partido não está mais sob as mãos dele, mas com o deputado federal Dr Leonardo, que tem aproximação com o presidente Jair Bolsonaro (PL), que deve se candidatar a reeleição. O prefeito disse que antes de atender os interesses do partido, ele vai caminhar junto com a base eleitoral dele que defende a candidatura de Lula.

Questionado se poderá ser candidato ao Governo de Mato Grosso, ele disse que não ter essa vaidade e está desprendido, mas que não teme disputa e lembrou que já ganhou várias eleições em Rondonópolis contra todo o agronegócio de Rondonópolis.

“Meu projeto é o fortalecimento da campanha do Lula. Você não constrói uma candidatura sozinho, estou conversando com forças progressistas do estado e as forças de centro, mas muita gente tem pedido tempo para se posicionar. Candidatura a gente constrói, estou com desprendimento de construir esse projeto”.

Zé do Pátio destacou que Lula terá o desafio de unir o país e por isso ele tem buscado agregar todas as forças políticas do agronegócio, políticos que possam contribuir na unificação do país, cuja segregação só agrava ainda mais a crise econômica e política.

“Não podemos errar no atacado agora. Lula ganhou todas as eleições e Dilma ganhou todas as eleições sem o voto de Mato Grosso e isso não pode acontecer mais”.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação