The news is by your side.

PM é obrigada a usar a força para dispersar multidão no Réveillon de Cáceres

Da Redação

 

A Polícia Militar de Cáceres, região oeste de Mato Grosso, teve que usar granadas e munições de impacto controlado para dispersar multidão na madrugada deste sábado, 1° de janeiro. De acordo com a PM, o grupo de pessoas estava provocando arruaça na praça Barão do Rio Branco, a principal da cidade, por volta das 5 horas da manhã.

De acordo com a PM, as equipes de serviço foram solicitadas para atender ocorrências de vias de fato, depredação do patrimônio público, perturbação do sossego e da paz pública. As queixas eram de som alto, descarga livre de motocicletas a todo momento e gritarias oriundos da praça.

Os militares informaram que foram feitas diversas tentativas de orientar os proprietários dos veículos e das motocicletas. Além disso, foi solicitado que as pessoas deixassem o local e parassem as arruaças. Diante disso, as equipes policiais receberam reforço e foram obrigadas a realizar ação de controle de distúrbio civil, denominada choque ligeiro para que a multidão fosse dispersa e que a ordem pública fosse reestabelecida.

Conforme a polícia, a ação durou cerca de 50 minutos. Houve resistência por parte dos manifestantes que arremessaram garrafas de vidro e pedras na direção das equipes policiais. Com isso, os policiais usaram agentes químicos e granadas explosivas, bem como munições de impacto controlado, conforme técnicas de controle de distúrbios civis.

“Cabe ressaltar que a resistência ativa dos manifestantes pode ter causado ainda mais danos ao patrimônio público, bem como aos veículos que estavam no local, tendo em vista que os objetos arremessados pelos arruaceiros atingiram locais aleatórios no terreno”, informou a PM.

Não foi registrada prisão de envolvidos na ocorrência.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação