The news is by your side.

Incêndio no Parlamento da África do Sul danifica prédios históricos

Os bombeiros lutaram contra um grande incêndio no complexo do Parlamento Nacional da África do Sul neste domingo (02). O incêndio, que começou na área de escritórios do complexo, se espalhou para o prédio da Assembleia Nacional, onde fica o Parlamento da África do Sul, de acordo com a ministra das Obras Públicas, Patricia de Lille. Não houve relatos imediatos de feridos.

“Este é um dia muito triste para a democracia, pois o Parlamento é a casa da nossa democracia”, disse de Lille.

O Presidente do Parlamento, Nosiviwe Mapisa-Nqakula, pediu para que não especulassem sobre a causa do incêndio até que a polícia pudesse investigar e entregar um relatório oficial.

A extensão total dos danos ainda não é conhecida, mas JP Smith, um membro do comitê da prefeitura da Cidade do Cabo, responsável pela segurança e proteção, previu que “será significativo”. Autoridades temem que partes dos edifícios históricos possam desabar com o calor. “Estes são edifícios valiosos que não podemos perder”, disse Smith. Ele acrescentou que “o fato de que eles estão pedindo mais recursos para ajudar não é um bom sinal” e observou que as medidas de segurança nos edifícios dificultam o trabalho das equipes de bombeiros.

Smith disse em uma entrevista coletiva em frente ao parlamento que os bombeiros estavam lidando com um colapso parcial do telhado. “O telhado do prédio desabou, de um lado, e o fogo se espalhou para a Nova Assembleia, segundo os dirigentes. Eles detectaram grandes rachaduras na parede, o que é preocupante.

De Lille disse mais tarde a repórteres que um dos edifícios mais antigos do parlamento, a Antiga Câmara da Assembleia, estava em chamas, mas a Assembleia Nacional estava garantida.

O presidente sul-africano Cyril Ramaphosa e muitos políticos sul-africanos estiveram na Cidade do Cabo para o funeral do arcebispo Desmond Tutu no sábado (1°), que ocorreu a cerca de um quarteirão da delegacia do Parlamento. Tutu morreu no último domingo aos 90 anos.

Washington Post

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação