The news is by your side.

MPF vai acionar MT no STF caso lei que libera mineração em áreas de reserva seja sancionada

Da Redação

O projeto de lei liberando a mineração em áreas de reservas legais em Mato Grosso aprovado na quarta-feira (05), última sessão da Assembleia Legislativa antes do recesso parlamentar, ganhou repercussão nacional.

Em reportagem no Jornal Nacional, o Ministério Público Federal disse que a lei é inconstitucional e deve recorrer ao Supremo Tribunal Federal (MPF) caso o governador Mauro Mendes (DEM) sancione o projeto de lei, de autoria do deputado estadual Carlos Avalone (PSDB).

O projeto que passou em segunda votação na Casa de Leis com 18 favoráveis, 5 contrários e 1 abstenção, permite que os proprietários rurais possam desmatar a área de reserva para exploração mineral em um bioma e compensar em outro diferente.

Mas o procurador da República Erich Masson, ouvido pela reportagem da TV Globo, disse que a lei afronta o Código Florestal e a Constituição Federal. Além disso, não cabe aos estados legislar sobre mineração, apenas o Governo Federal decide sobre o tema.

“Embora o Estado possa legislar sobre direito ambiental, ele poderia criar leis que aumentem a proteção sobre a reserva legal e não que diminua, e não é o que está acontecendo aqui, permitindo uma atividade altamente poluidora e que pode causar muitos problemas”, disse em entrevista ao JN.

 

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação