The news is by your side.

Ditador da Nicarágua toma posse para quarto mandato

 

O ditador da Nicarágua, Daniel Ortega, tomou posse do novo mandato, nesta segunda-feira (10), pela quarta vez consecutiva.

Uma cerimônia em Manágua reuniu outros ditadores ligados à esquerda latino-americana: Nicolás Maduro (Venezuela) e Miguel Díaz-Canel (Cuba). Representantes do Partido Comunista da China também estiveram na posse.

No poder desde 2007, Ortega mandou prender seus principais oponentes e concorreu à reeleição contra cinco candidatos desconhecidos, apontados como colaboradores do governo.

Desde maio de 2021, sete pré-candidatos à presidência foram detidos na Nicarágua.

Além deles, outras 32 pessoas também foram para a prisão, incluindo políticos, empresários, agricultores, estudantes e jornalistas contra o regime.

Na eleição de 8 de novembro, Ortega obteve 75% dos votos válidos. A vice em sua chapa era sua mulher, Rosario Murillo, que ele chama de “co-presidenta”.

O casal é líder da Frente Sandinista de Libertação Nacional.

A eleição, realizada em novembro, foi considerada antidemocrática pelos Estados Unidos e pela União Europeia.

“Os Estados Unidos terão de mudar com relação à América Latina, porque agora há resistência e consciência de patriotismo”, discursou o nicaraguense durante a posse.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação