The news is by your side.

Tribunal indiano ordena a morte de 38 pessoas por explosões de bombas em série em 2008

Reuters

Um tribunal indiano condenou nesta sexta-feira (18) 38 muçulmanos à morte e ordenou prisão perpétua para outros 11 por uma série de explosões em 2008 na cidade de Ahmedabad que matou mais de 50 pessoas.

As explosões abalaram gravemente o estado ocidental de Gujarat, onde se acredita que os distúrbios entre hindus e muçulmanos em 2002 tenham matado milhares, a maioria muçulmanos.

Um grupo chamado “Indian Mujahideen” reivindicou a responsabilidade pelas explosões em 26 de julho de 2008.

O juiz AR Patel ordenou a punição depois que a promotoria pressionou pela sentença de morte, descrevendo o incidente como um “caso mais raro” no qual vidas inocentes foram perdidas.

O advogado de defesa disse que iria recorrer do veredicto em um tribunal superior. “Pedimos sentenças brandas para os condenados, pois eles já passaram mais de 13 anos na prisão”, disse Khalid Shaikh à Reuters. “Mas o tribunal concedeu a morte à maioria deles. Nós definitivamente recorreremos.”

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação