The news is by your side.

Polícia prende 5 por assassinato de jovem que namorava ex de membro da facção

Da Redação

Cinco pessoas que tiveram participação no homicídio do jovem João Vitor de Jesus Soares, 20 anos, em Tangará da Serra (239 km de Cuiabá) foram indiciadas pela Polícia Civil em inquérito policial instaurado na Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), para apurar o crime.

O procedimento foi concluído na sexta-feira (04) e encaminhado para a Justiça.

O jovem estava desaparecido desde o dia 25 de junho de 2021, e teve o corpo localizado no dia 02 de fevereiro em uma região de mata a aproximadamente 30 quilômetros da cidade.

Durante as investigações, a Polícia Civil representou por algumas medidas cautelares que foram deferidas pela Justiça, sendo ouvidas várias pessoas e traçada a linha de investigação, que foi confirmada durante a continuidade dos trabalhos.

Segundo apurado, o crime foi cometido por integrantes de uma facção, após uma briga em um bar, pelo fato da vítima estar se relacionando com a mulher de um dos faccionados.

Na ocasião do crime, a vítima foi atraída para casa de um dos autores, que junto a um comparsa, iniciou as agressões. Em seguida, chega o terceiro bandido que foi o responsável por levar todos os envolvidos até o local em que ocorreu a execução da vítima.

Dois envolvidos no crime foram presos na época dos fatos e na quarta e quinta-feira (02 e 03) foram cumpridos os mandados de prisão contra os outros três criminosos identificados.

Entre os indiciados estão duas mulheres que tiveram participação identificada no crime, entre elas uma que teria ajudado a atrair a vítima para a emboscada e outra que teria identificado a vítima para os criminosos.

Para o delegado Adil Pinheiro de Paula, a investigação realizada pela equipe da DHPP foi concluída com sucesso graças ao empenho de toda a equipe envolvida.

“Com o trabalho investigativo foi possível identificar e prender os cinco envolvidos no crime e concluir o inquérito com o esclarecimento da motivação e autoria. O procedimento foi encaminhado para a Justiça e possivelmente todos serão julgados pelos fatos”, disse o delegado

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação