The news is by your side.

Operação cumpre mandados contra organização criminosa envolvida com tráfico de cocaína

Da Redação

A Polícia Civil de Mato Grosso, por meio da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), e Delegacias de Mirassol D’Oeste e São José dos Quatro Marcos, cumpre oito ordens judiciais, na manhã desta quarta-feira (04), em apoio à Operação Sistema deflagrada pela Polícia Civil do Distrito Federal.

Em Mato Grosso, os mandados, sendo seis de busca e apreensão domiciliar e dois de prisão temporária são cumpridos na cidade de Mirassol D’Oeste e têm como alvos integrantes de uma organização criminosa voltada para o tráfico de drogas e lavagem de dinheiro no DF.

Na operação são cumpridos mais de 70 mandados, entre mandados de busca e apreensão e prisão, nos estados de São Paulo, Goiás, Mato Grosso, e Distrito Federal, além de sequestro de bens e bloqueios de contas bancárias ligadas à organização criminosa.

Investigação

A investigação desenvolvida pela Polícia Civil do Distrito Federal em cerca de três anos revelou uma complexa estrutura de organização criminosa sediada no Distrito Federal e dividida em dois núcleos, que exercem a liderança das ações e planejamento do transporte de carregamentos de cocaína, que sairam da cidade de Mirassol D’Oeste.

O lucro principal  ficava com três líderes, que direcionavam grande parte dos ganhos com o tráfico de drogas à aquisição de imóveis, assim como injetando-os em estabelecimentos comerciais por eles titularizados. Trata-se de clássica e mafiosa estratégia de lavagem de dinheiro, com objetivo de confundir e dificultar o trabalho investigativo.

A Polícia Civil de Mato Grosso, por meio da DRE, deu apoio às investigações da Polícia Civil do Distrito Federal, realizando levantamentos na cidade de Mirassol D’Oeste que subsidiaram as representações pelos mandados.

Segundo a delegada titular da DRE, Juliana Chiquito Palhares, esse tipo de intercambio de informações entre as Polícias Civis do Brasil é uma metodologia exitosa, que contribui para o bom desenvolvimento da investigação.

“A DRE vem exercendo essa parceria em investigações próprias e de terceiros há bastante tempo e isso fortalece a investigação permitindo ter uma amplitude do trabalho investigativo, que as vezes sem esse apoio ficaria muito mais difícil”, disse a delegada.

Aquisição de drogas

A investigação comprovou que a organização criminosa adquiriu e realizou a logística do transporte de dois grandes carregamentos de cloridrato de cocaína.

O primeiro, apreendido em janeiro, em Uruaçu (GO), ocasião em que cerca de 300 quilos de cocaína eram transportados em compartimento falso de um caminhão do tipo boiadeiro.

O segundo no mês de fevereiro também na região de Uruaçu (GO), ocasião em que a Polícia Civil do Distrito Federal apreendeu, em atuação conjunta com a Polícia Rodoviária Federal, 205 quilos de cloridrato de cocaína.

A organização criminosa atuou da mesma forma nas duas  situações, contratando os mesmos batedores e responsáveis pela logística do transporte de drogas, o que revelou a atuação de núcleo criminoso da cidade de Mirassol do Oeste (MT), de onde saíram os dois carregamentos.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação