The news is by your side.

Grupo que movimentou R$154 milhões com agrotóxicos ilegais é alvo da Polícia Federal

Da Redação

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (12) a Operação Mãe-Terra com objetivo é colher provas para a investigação  que  apurar a prática do crime de importação e comercialização ilegal de agrotóxicos de origem estrangeira. Quatro mandados de busca e apreensão, expedidos pela Justiça Federal de Sinop foram cumpridos em endereços residenciais e comercial localizados nos Municípios de Sorriso/MT e Lucas do Rio Verde/MT.

As investigações iniciaram a partir de denúncias que apontavam um dos suspeitos como um dos principais contrabandistas de agrotóxicos de Sorriso-MT e região.

Em fiscalizações realizadas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento(Mapa)  foram identificados agrotóxicos ilegais em propriedades rurais atribuídas aos investigados.

Informações obtidas pelo COAF (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) confirmaram a existência de grande movimentação bancária suspeita na conta dos investigados.

A Justiça  Federal autorizou a quebra de sigilo bancário e foi possível constatar que os suspeitos de comercializar fertilizantes ilegalmente importados movimentaram, em apenas dois anos, R$ 154 milhões, dos quais, grande parte, sem identificação de origem e destino para pessoas que já responderam pelo crime de transporte e uso ilegal de defensivos agrícolas.

O próximo passo da Polícia  Federal será determinar quem são os fornecedores nos países fronteiriços, a estrutura logística utilizada para o transporte e os destinatários.

Os suspeitos poderão responder pelos crimes previstos nos artigos 56 da Lei 9.605/98, com pena de 01 a 04 anos de reclusão, e multa, e art. 15 da Lei 7.802/89, com pena de 02 a 04 anos de reclusão,  multa, dentre outros crimes que serão apurados no curso das investigações.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação