The news is by your side.

Quem foi Rasputin? Conheça 10 curiosidades sobre o “Monge Louco”

 

Também conhecido como “o Monge Louco”, Grigori Yefimovich Rasputin (1869-1916) foi um dos personagens mais emblemáticos da história. Um curandeiro místico, bruxo e profeta. Ele trabalhou como conselheiro do último czar da Rússia, Nicolau II, e seu papel foi fundamental na queda dos czares.

Vários mitos e histórias foram escritos sobre ele que muitos consideraram reais, sem saber que após sua morte houve uma campanha de propaganda de seus inimigos para exagerar sua vida. Conheça 10 curiosidades que ilustram quem foi esse místico que seduziu a família real dos Romanov na Rússia no início do século XX.

1) Ignorante

Rasputin nasceu em uma pequena cidade na Sibéria chamada Pokrovskoye e não recebeu educação formal. Ele foi analfabeto por vários anos até que aos 23 anos entrou em um mosteiro, mas não completou sua formação monástica.

2) Charlatão

Ele ofereceu seus serviços como místico e curandeiro à czarina Alejandra para curar a hemofilia de seu filho Aleksei e conseguiu, mas vários historiadores dizem que tudo o que ele fez foi parar o uso da aspirina e assim reduzir o sangramento, pois fazia o sangue ficar mais líquido, de acordo com a revista ‘Time’.

3) Bordéis

Entre alguns dos excessos desse autoproclamado homem santo estavam o consumo de álcool e as frequentes idas a bordéis. Também foi especulado que ele teve um caso de amor com a czarina Alejandra.

4) Membro avantajado

O pênis que pertencia a Rasputin está exposto em um museu na Rússia e tem 25 centímetros de comprimento, mas é difícil saber se era mesmo o do místico russo.

5) Seita

Segundo o jornal inglês ‘The Independent’, Rasputin fazia parte da seita Jlystý, que acreditava que, para reduzir o número de pecados no mundo, era necessário pecar o máximo possível.

6) Primeira Guerra Mundial

A estreita relação de Rasputin como conselheiro da czarina Alexandra e do czar Nicolau II perturbou a muitos na aristocracia russa. Eles até o culparam pelas derrotas durante a Primeira Guerra Mundial.

7) Mosteiros

Rasputin passou muitos meses em mosteiros da Igreja Ortodoxa Russa e também fez cursos de teologia. Os historiadores apontam que seu sucesso como místico se deveu à sua maneira “original” de interpretar as escrituras e transmiti-las à população.

8) Viajante

Antes de se estabelecer em São Petersburgo e conquistar os corações da família real, Rasputin era um viajante errante na Rússia rural e países vizinhos, ganhando a reputação de um místico que permaneceu com ele até sua morte.

9) Música

Cinema, televisão, literatura e música ajudaram a difundir os mitos que cercam sua vida. Uma música chamada Ra Ra Rasputin, do grupo Boney M!, até a chama: “A melhor máquina do amor”.

10) Assassinato

Com a impossibilidade de saber exatamente o que é ficção e o que é realidade, Felix Yusupov e outros nobres russos armaram uma armadilha para Rasputin matá-lo em dezembro de 1916, e para atingir seu objetivo precisavam envenenar o místico, cortá-lo, e afogá-lo em um rio.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação